Futebol

Fluminense cede virada ao Bahia em meio a chuva intensa na Fonte Nova

Leandro Azevedo

Fluminense cede viradela ao Bahia em meio a chuva intensa na Natividade Novidade

O Fluminense perdeu para o Bahia por 2 a 1 na noite desta terça-feira (16), pela segunda rodada do Campeonato Brasílio. O tricolor saiu na frente com gol de Canudo, logo no início da partida, posteriormente o gol o jogo foi paralisado por conta da potente chuva. Uma hora depois, o jogo foi retomado, e o time baiano voltou muito superior. O empate saiu ainda no primeiro tempo, com um golaço de Caio Alexandre. Na segunda lanço, o Bahia continuou ditando o ritmo do jogo e chegou à viradela com outro golaço. Desta vez, em formosa jogada individual de Cauly.

Veja também


+Diniz defende mudanças que fez ao longo do jogo: ‘Teve mais chance de poder empatar’


+Marquinhos comenta pausa no jogo por pretexto da chuva: ‘Atrapalhou um pouco’

A equipe de Fernando Diniz chega à sua segunda partida consecutiva sem vitória no Campeonato Brasílio. Depois ceder o empate para o Bragantino, esperava-se que o time adotasse uma postura dissemelhante e fizesse modificações, principalmente no sistema defensivo. No entanto, o técnico Diniz optou por manter Martinelli na zaga, mesmo tendo outras opções disponíveis no banco.

A chuva intensa também atrapalhou a performance do tricolor em solo baiano, contra o Bahia. Aos poucos, foram surgindo poças no gramado, o que tornou inviável o percorrer da esfera. Claramente posteriormente o período de paralisação o Fluminense acabou sentimento a secção física e o Bahia soube aproveitar os momentos de nuance do tricolor.


+ Para saber tudo sobre o Fluminense, siga o
Esporte News Mundo
no
Twitter
,
Instagram
,
Facebook
e
YouTube

É verdade que o Fluminense explorou uma abordagem não convencional de jogo sob o comando de Fernando Diniz. O uso de quatro atacantes, a adaptação de jogadores uma vez que André na zaga, Alexsander na esquerda e Marcelo no meio-campo foram exemplos de suas soluções inventivas com improvisos. No entanto, em 2024, ele ainda não conseguiu encontrar a fórmula certa.

O ex-treinador da Seleção e atual do Flu falou em coletiva sobre as modificações recentes, temporada atual do clube carioca e prevê melhora de performance ao longo dos jogos:

— A lógica é melhorar o time. Foi mal melhoramos para lucrar do Internacional (no Margem-Rio, na semifinal da Libertadores de 2023) e lucrar. Obviamente que, se a gente tivesse os jogadores da posição que eu achasse que fosse permanecer melhor, eu os usaria. Não mexo para piorar o time. Se aquilo lá foi bom, porque hoje é motivo de questionamento? O rosto que tá criticando hoje, tem que criticar contra o Inter e não ganharia a Libertadores.

PROXÍMO COMPROMISSO

Na próxima rodada é momento de clássicos. O Fluminense enfrenta o Vasco e recebe seu primeiro clássico no Brasileirão. A esfera rola no sábado (20), no Maracanã às 16h (de Brasília).



Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios