Notícias

Ciclone na região sul deixa demais áres do país em alerta

Reprodução

Chuvas em SC

O termo de semana trouxe instabilidade para a região Sul, com chuvas fortes provocadas por um furacão extratropical. Nesta terça-feira (16), o furacão continuará afetando a região. São Paulo, Minas Gerais e várias outras regiões têm alertas de chuvas intensas e ventos costeiros.

No Sudeste, esperamos temperaturas moderadas e umidade subida. Rio de Janeiro e São Paulo ficarão nublados, com chance de chuva. Belo Horizonte e Vitória também terão muitas nuvens, com temperaturas entre 17ºC e 32ºC. Um alerta de chuvas intensas foi emitido para São Paulo e partes de Minas Gerais.

O planta do Inmet mostra alertas para terça-feira (16): manchas amarelas indicam “Transe Potencial” para chuvas intensas, enquanto as laranjas indicam “Transe”.



O Sul do Brasil continua sob atenção devido ao furacão, com alertas de risco para chuvas fortes e ventos intensos. Há risco de cortes de vigor, quedas de árvores e alagamentos.

Alertas laranjas também foram emitidos para outras regiões do Brasil. No Sul, Porto Contente, Florianópolis e Curitiba terão pancadas de chuva e trovoadas. Mato Grosso do Sul e Mato Grosso terão muitas nuvens e chuvas isoladas. Em Campo Grande, a temperatura ficará entre 21ºC e 30ºC.

A frente fria que surge do furacão afetará o Sudeste, trazendo temperaturas mais baixas e mais chuvas ao longo da semana.

No Núcleo-Oeste, tempo instável e pouco provável de chuva em Goiânia e Brasília. No Setentrião, muitas nuvens e chuvas, mas temperaturas altas. No Nordeste, risco de chuvas intensas na Bahia, incluindo Salvador. Previsão semelhante para o Sudeste, com possíveis chuvas isoladas.

Quer permanecer por dentro das principais notícias do dia? Clique cá
e faça segmento do nosso meato no WhatsApp

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios