SAÚDE

Estudo mostra relação entre problemas de saúde bucal e mortalidade

Um estudo realizado pela Universidade de Tufts mostra que problemas de saúde bucal podem estar relacionadas com a mortalidade a longo prazo. O levantamento analisou foi publicado, na segunda-feira (18), no Journal of The American Dental Association.

“Os resultados do nosso estudo sugerem que as pessoas que não vão ao dentista podem ter resultados negativos em termos de mortalidade”, disse um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo, Yau-Hua Yu

Aliás, o uso pouco frequente do fio dental também foi associado ao aumento da mortalidade de todas as causas.

O levantamento reuniu dados da Women’s Health Study (Estudo de Saúde da Mulher, na tradução livre), que acompanhou mulheres com 45 anos ou mais que disseram ter doenças gengivais, além de outras questões de saúde bucal, uma vez que doenças cardiovasculares, diabetes e osteoporose a partir de 1992, e dados da Nutrition Examination Survey (Nhanes) associando questões de saúde bucal e mortalidade, de 1999 a 2018. Nesse caso, de ambos os sexos.

Com perguntas uma vez que “Nos últimos 12 meses, você visitou o dentista ou higienista?” e “Com que frequência você visitante um consultório odontológico para exames e limpezas de rotina?”, os pesquisadores descobriram que muro de 10% dos participantes do Estudo de Saúde da Mulher e 45% dos participantes do do NHANES não visitaram um dentista no prazo de um ano. Uma vez que resultado direto, os seus resultados de saúde bucal e no universal foram “considerados fracos”.

Pregão. Rolar para continuar lendo.

Para o pesquisador responsável, “essas perguntas são realmente úteis para entender as condições de saúde bucal de uma pessoa quando o chegada médico é restringido”, explica.

No entanto, ele ressalta que é necessário ter mais estudos em grande graduação para uma melhor compreensão entre saúde da boca e os resultados de saúde a longo prazo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios