ECONOMIA

Preços dos ovos de páscoa aumentam 12,32% em Natal, aponta Procon

O preço dos ovos de páscoa estão 12,32% mais caros em Natal, de contrato com pesquisa do Instituto Municipal de Proteção e Resguardo do Consumidor, Procon Natal, divulgada na terça-feira (26).A equipe percorreu 24 estabelecimentos do negócio da capital, entre Supermercados, Hipermercados, Atacarejos e Lojas de departamento/especializadas. Um totalidade de quarenta tipos variados de ovos e chocolates das marcas, com gramaturas de 45 g até 560 g foram pesquisados, uma vez que também caixas de bombons sortidos variando de 250 g a 251 g.

O Instituto Municipal de Proteção e Resguardo do Consumidor – Procon Natal, da Prefeitura Municipal do Natal, realizou entre os dias 7 a 21 deste mês, pesquisa de preço de ovos de chocolate para a Páscoa, e constatou um aumento de 12,32% em relação ao ano pretérito. As embalagens coloridas, as propagandas, estes são os atrativos que conquistam a garoto na hora da escolha. Os ovos de personagens licenciados e com brinquedos são os mais solicitados pelas crianças, e também os mais caros. O Procon Natal orienta que se faça pesquisa de preço e qualidade. Outrossim, ao escolher o resultado, o consumidor deve verificar com atenção o prazo de validade, a elaboração e o peso líquido do resultado.

Orientações
O consumidor deve pesquisar os preços e a qualidade dos produtos. Ovos de Páscoa caseiros podem ser uma boa opção para forrar. O Procon orienta que o consumidor fique circunspecto às informações detalhadas sobre data de validade do resultado, peso e elaboração. A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, verifique se não há amassados ou furos que podem contaminar o resultado. Os brinquedos devem estar certificados pelo Instituto Pátrio de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) ou ainda pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), além de serem compatíveis com a idade da garoto.

Ovos de chocolate importados devem trazer no rótulo a tradução em português. O consumidor pode verificar quais são os mais atrativos e, ainda, exigir o cumprimento da oferta, caso se depare com publicidade enganosa. Quanto à embalagem, o ideal é ler cuidadosamente, pois devem moderar linguagem clara e informações, uma vez que: peso, quantidade, elaboração e características do resultado.

Pregão. Rolar para continuar lendo.

Serviço

O consumidor que tiver dúvidas sobre a relação de consumo, e identificar ou suspeitar de irregularidades pode acionar o Procon Natal por meio do WhatsApp: (84) 98812-6538 e no e-mail: proconnatal@natal.rn.gov.br, uma vez que também, o atendimento presencial disponível na sede do Órgão, na rua Ulisses Caldas, 181 no bairro da Cidade Subida. Caso venha a encontrar problema em relação com a pesagem ou outras métricas, o consumidor pode recorrer ao Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-RN).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios