Notícias

Daniel Alves consegue 1 milhão de euros para pagar fiança e sair em liberdade condicional

O ex-jogador Daniel Alves conseguiu reunir a quantia de 1 milhão de euros para remunerar a fiança e esperar em liberdade condicional na Espanha, conforme relatado pelo jornal La Vanguardia. Intensas reuniões presenciais e telefônicas entre a equipe de resguardo do ex-jogador e financiadores foram mencionadas porquê segmento desse esforço no termo de semana. Espera-se que Daniel Alves seja liberado nas próximas horas. O ex-lateral-direito foi réprobo em primeira instância em 22 de fevereiro a 4 anos e 6 meses de prisão por um caso de estupro ocorrido em dezembro de 2022, na boate Sutton, em Barcelona. No entanto, sua resguardo recorreu da sentença e solicitou liberdade provisória, o que foi outorgado pela Justiça na última quarta-feira (20).

Os juízes que tomaram a decisão afirmaram que não havia mais risco de fuga por segmento de Alves nem de reincidência no delito. No entanto, estabeleceram algumas condições para sua soltura, além do pagamento da fiança: a entrega dos passaportes (brasiliano e espanhol), a proibição de notícia com a vítima e a obrigatoriedade de comparecer semanalmente ao Tribunal de Barcelona. Inicialmente, especulou-se que a equipe de Alves receberia base financeiro do pai de Neymar, que já havia ajudado nos custos para redução da pena ao enviar 150 milénio euros para pagamento de uma indenização à vítima. Mas, o pai de Neymar refutou esses rumores, afirmando que o matéria não estava mais sob sua responsabilidade nem a de seu rebento.

Leia também:
Daniel Alves: advogada de vítima critica decisão da Justiça e afirma que irá recorrer
Em seguida perder prazo de pagamento da fiança, Daniel Alves passará mais uma noite na prisão

“Porquê é de conhecimento público, inicialmente ajudei Dani Alves sem qualquer relação com o processo. Neste momento em que a justiça espanhola já proferiu sua pena, estão tentando associar meu nome e o de meu rebento a uma questão que não nos cabe mais”, declarou. Em entrevista ao programa de rádio El món a RAC1, a advogada da vítima, Ester García, criticou a licença da liberdade condicional pela justiça espanhola, chamando-a de “escandalosa”. Ela argumentou que “parece que a justiça está sendo feita unicamente para os ricos” e anunciou que irá recorrer da decisão.

Pregão. Rolar para continuar lendo.

Manancial: SBT News

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios