Notícias

Homem é morto a tiros e decapitado dentro de hospital em Fortaleza

Reprodução/Google Maps

Hospital municipal de Fortaleza, IFJ foi palco de um violação bárbaro nesta terça-feira

Um funcionário do  Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF)
, localizado em Fortaleza
, no Ceará, foi morto a tiros e degolado nesta terça-feira (23). Outro varão também ficou ferido no ataque. O suspeito chegou a evadir da unidade hospitalar com uma motocicleta, mas foi suspenso horas depois na cidade de Aquiraz, ao lado da capital cearense. 

O violação aconteceu no refeitório do IFJ. Em vídeos que circulam nas redes sociais, é verosímil ver o corpo do varão e sua cabeça separados. Segundo o secretário de Segurança Pública do Ceará, Samuel Elânio, a companheira do suspeito trabalha no hospital e o violação teria sido motivado por ciúmes.

Ainda conforme relato do secretário, o suspeito era uma pessoa agressiva e havia sido deposto do hospital já um ano. “Ele já vinha apresentando atitudes de uma pessoa ciumenta e já teria oferecido indícios de que poderia praticar um tanto semelhante a isso”, explicou.

Autoridades se manifestam

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), lamentou o caso nas redes sociais. “É inadmissível a violência em Fortaleza continuar do jeito que está. Hoje mais uma vez vivemos momentos de horror. Dois assassinatos brutais. A paralisia do Governo de Estado no combate às facções não parece ser somente incompetência, mas também cumplicidade”, apontou.

Já o governador do Ceará, Elmano de Freitas, exaltou o trabalho Forças de Segurança do estado. “Nossa polícia acaba de prender o responsável do violação ocorrido hoje pela manhã nas dependências do IJF, em Fortaleza. Agora, responderá na Justiça pelo bárbaro violação que cometeu”, disse o patrão do Executivo Estadual.

Quer permanecer por dentro das principais notícias do dia?  Clique cá e faça secção do nosso ducto no WhatsApp

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios