ECONOMIA

Lula critica previsões de “pessimistas” para economia do país

Ricardo Stuckert/PR

Lula critica previsões de “pessimistas” para economia do país e serpente ministros por relação com o Congresso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez uma sátira às previsões de “pessimistas” para a economia brasileira. A enunciação foi feita durante o evento de lançamento do “Programa Acredita”, que possibilita a renegociação de dívidas de MEIs, micro e pequenas empresas.

“Eu quero alertar aos pessimistas: esse país vai crescer neste ano mais do que vocês falaram até agora; os empregos vão ser gerados mais do que vocês imaginaram até agora; a tamanho salarial vai crescer mais do que vocês falaram até agora”, afirmou Lula no Planalto.

O presidente aproveitou o evento para cobrar os ministros de seu governo que dialoguem com o congresso, num momento de atrito entre o Executivo e o Legislativo.

“O [Geraldo] Alckmin tem que ser mais hábil, tem que conversar mais. O Fernando Haddad tem que, ao invés de ler um livro, perder algumas horas conversando no Senado e na Câmara. O Wellington [Dias], o Rui Costa, passarem maior secção do tempo conversando com bancada A, com bancada B”, disse o mandatário.

“É difícil, mas a gente não pode reclamar, a política é exatamente assim. Ou você faz assim ou não entra na política”, completou.

Durante sua fala, Lula não citou o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, responsável pela pronunciação política com o Congresso.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) e Padilha trocaram farpas recentemente. Lira chamou o ministro de “incompetente” e de seu “desafeto pessoal”. O ministro, por sua vez, rebateu dizendo não ter “qualquer tipo de rancor” contra Lira.

Lula chegou a tutorar Padilha, afirmando que o ministro continuaria no incumbência de interlocutor com o Parlamento.

Diante do conflito com o Palácio do Planalto, o presidente da Câmara tem se comprometido a dar espaço à oposição nas próximas semanas, incluindo a possibilidade de furar até cinco Comissões Parlamentares de Questionário (CPIs), uma vez que exemplo.

Na última sexta (19), Lula fez uma reunião emergencial com líderes do governo no Congresso para aquietar e alinhar a relação com os parlamentares.

Quer permanecer por dentro das principais notícias do dia?  Clique cá e faça secção do nosso meio no WhatsApp

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios