Notícias

Paris sedia desfile polêmico de camelídeos de todo o mundo

ALAIN JOCARD

O desfile aconteceu em frente ao Forte de Vincennes, perto de Paris

ALAIN JOCARD

Tapume de 50 camelos, dromedários, lhamas e alpacas procedentes de todo o mundo participaram neste sábado de um desfile polêmico perto de Paris para promover a sua taxa para a humanidade, apesar das críticas dos defensores de animais.

Originários do Peru, Canadá, Procurar e Estados Unidos, os animais, enfeitados com as cores das 34 delegações participantes, atraíram curiosos no início do desfile, na esplanada do Forte de Vincennes, perto de Paris.

O ato gerou protestos da associação de resguardo dos animais Paris Animaux Zoopolis, que condenou o uso dos animais uma vez que “objetos de entretenimento” ou “recursos alimentares vulgares”.

O presidente da Federação para o Desenvolvimento dos Camelídeos na França e Europa, Christian Schoettl, que promoveu o desfile, disse que seu objetivo é concordar “a pretexto do dromedário” e promover a taxa “desses heróis dos desertos e planaltos que abastecem milhões de lares em ambientes hostis em mais de 90 países”.

Schoettl lamentou a modificação no trajectória inicial, que passaria em frente à Torre Eiffel e à sede da Unesco, devido a uma decisão da prefeitura relacionada com a organização dos Jogos Olímpicos de Paris.

A ONU e a Unesco designaram 2024 uma vez que o ano do camelídeo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios