Notícias

Biden pressiona Congresso a aprovar plano de ajuda à Ucrânia

Andrew Caballero-Reynolds

Biden exige o pacote para Kiev e um pacote de ajuda a Israel

ANDREW CABALLERO-REYNOLDS

O presidente americano, Joe Biden, reforçou, nesta segunda-feira (15), um apelo para que o Congresso aprove um orçamento de 60 bilhões de dólares (310 bilhões de reais) em ajuda militar para a Ucrânia, bloqueado há meses pela oposição republicana.

“O Congresso tem que legalizar o financiamento e deve fazê-lo agora”, disse o presidente enquanto recebia o primeiro-ministro tcheco, Petr Fiala, na Mansão Branca.

Biden exige o pacote para Kiev e outro de ajuda a Israel. “Uma vez que a República Tcheca lembra, a Rússia não irá parar na Ucrânia e o impacto na Otan seria significativo”, advertiu.

O presidente americano saudou o líder tcheco porquê um grande coligado por seu espeque à Ucrânia desde a invasão da Rússia, em 2022, incluindo a garantia de quase 1 milhão de munições para Kiev à medida que o financiamento americano míngua.

Sobre o pacote de ajuda, o republicano Mike Johnson, presidente da Câmara dos Representantes, disse ontem que pretendia apresentar um projeto de lei orçamentário para Israel, mas não disse zero em relação à Ucrânia. A Mansão Branca descartou hoje qualquer iniciativa que contenha apena ajuda a Israel.

Os Estados Unidos são o principal apoiador de Kiev, mas integrantes republicanos da Câmara dos Representantes estão céticos quanto a um investimento de bilhões de dólares na luta da Ucrânia contra a Rússia.

Sem esse moeda, a Ucrânia perderá a guera, alertou recentemente o presidente do país, Volodymyr Zelensky.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios