ECONOMIA

Pesquisa aponta redução de 0,64% no preço do pescado para a Semana Santa em Natal

O preço do pescado está 0,64% mais barato em Natal, em conferência com o mesmo período do ano pretérito, de conciliação com pesquisa do Instituto Municipal de Proteção e Resguardo do Consumidor de Natal  (Procon Natal).  O levantamento foi feito entre os dias 14 e 21 de março na capital do Rio Grande do Setentrião.

O consumidor deve permanecer circunspecto na hora de confrontar os preços. A pesquisa identificou diferenças no preço do pescado que deve ser analisado, por exemplo o peixe Meca kg no negócio sendo vendido enregelado por R$ 47,76, na peixaria o preço médio é de R$ 43,61, ou seja, uma diferença de R$ 4,06.

A estudo foi feita levando em conta os preços dos produtos congelados nas ilhas de pescado nos estabelecimentos comerciais. Já os produtos com venda in natureza, ou seja, peixes frescos expostos nas peixarias no Mercado do Peixe.

A equipe de pesquisadores coletou os preços de 18 tipos de peixe, nas quatro zonas da cidade, comercializados em posta, inteiro e o filé, sendo um totalidade de vinte e seis, também foi pesquisado, o crustáceo médio tipo cinza, uma vez que opção para o consumidor.

Proclamação. Rolar para continuar lendo.

Quatorze do totalidade de tipos de peixes pesquisados estavam com preços mais baratos levante ano, é o caso do quilo do atum em posta que no ano pretérito, o preço médio encontrado foi de: R$ 28,97 e levante ano o preço médio do quilo é de: R$ 27,02, ou seja, uma redução de R$ 1,95. O peixe Dourado em posta (kg), a Cavalinha inteiro (kg) e o peixe Serra inteiro (kg), tiveram redução significativa e contribuíram com a redução encontrada levante ano de (-17,92%), (-11,74%) e (-19,83%), respectivamente.

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios