ECONOMIA

Mudanças climáticas afetam saúde de 70% dos trabalhadores no mundo

ESG Insights

Mudanças climáticas afetam saúde de 70% dos trabalhadores no mundo

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) alerta que mais de 70% dos trabalhadores e trabalhadoras que integram a força de trabalho global estão expostas a graves riscos para a saúde em razão das mudanças climáticas.
Os dados são de relatório divulgado nesta segunda-feira (22).

O documento indica que mais de 2,4 bilhões de pessoas – de uma força de trabalho global de 3,4 bilhões – podem estar expostas ao calor excessivo em qualquer momento da sua jornada de trabalho.

Os dados são de 2020. A OIT afirma que as medidas de segurança e saúde no trabalho encontram dificuldades para se adequar a essa novidade veras. De concordância com o estudo, inúmeras condições de saúde dos trabalhadores estão associadas às mudanças climáticas, incluindo cancro, doenças cardiovasculares, respiratórias, disfunções renais e problemas de saúde mental.

Mudanças climáticas podem levar trabalhadores à morte

Segundo a OIT, o cenário é de 1,6 bilhão de trabalhadores expostos à radiação ultravioleta (UV), com mais de 18.960 mortes anual, devido ao cancro da pele não melanoma. Enquanto isso, 1,6 bilhão de pessoas podem estar expostas à poluição atmosférica no lugar de trabalho, resultando em até 860 milénio mortes ao ano entre as pessoas que trabalham ao ar livre.

O documento aponta ainda mais de 870 milhões de trabalhadores na cultivação, expostos a pesticidas, com mais de 300 milénio mortes atribuídas ao intoxicação. A exposição a doenças parasitárias e transmitidas por vetores pode resultar em até 15 milénio mortes.

Para a OIT, as considerações sobre saúde e segurança no trabalho devem fazer segmento das respostas às mudanças climáticas. O relatório cita o exemplo de alguns países que implementaram medidas de mitigação dos impactos das mudanças climáticas – tais uma vez que medidas de eficiência energética – nos locais de trabalho, e mudanças na legislação para abordar especificamente o calor excessivo no envolvente laboral.

Entre as alterações, estão a reparo de limites máximos de temperatura e diretrizes para medidas adaptativas, a exigência de proteção extra, modificação nas listas de doenças ocupacionais, limites de exposição ocupacional, treinamento e informação, avaliação de riscos e medidas preventivas no lugar de trabalho.

“À medida que os riscos das alterações climáticas evoluem e se intensificam, será necessário reavaliar a legislação existente ou produzir novos regulamentos e orientações. Algumas populações de trabalhadores podem ser principalmente vulneráveis aos efeitos das alterações climáticas e podem, portanto, precisar de proteções extras”, diz o documento da OIT.

Foto: jcomp/Freepik

Para a OIT, as considerações sobre saúde e segurança no trabalho devem fazer segmento das respostas às mudanças climáticas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
  • Mudanças climáticas afetam saúde de 70% dos trabalhadores no mundo

    Estudo mostra que mais de 2,4 bilhões de pessoas podem estar expostas ao calor excessivo durante o trabalho

  • Porquê produtoras de moca e cacau lidam com as mudanças climáticas

    Encontro de Líderes Rurais, na Costa Rica, traz diferentes experiências e perspectivas para o horizonte climatológico

  • Agenda ESG: cursos e eventos da semana – 22/4

    Novidade programação referente às temáticas ESG

  • Resumo da semana ESG: plástico nos oceanos, padrões ISO e ESG, mudanças climáticas

    Temas que estiveram em evidência na semana do ESG Insights

  • Combustíveis do horizonte e mercado de carbono estão em taxa no Senado

    A teoria é produzir normas que atraiam investimentos e uma transição energética adaptada ao contexto das mudanças climáticas

  • O que são normas ISO e uma vez que elas podem fortalecer as práticas ESG

    Adotar padrões ISO pode contribuir para a redução de custos e trazer reconhecimento ao negócio

  • Porquê o setor de transporte pode ajudar a zerar emissões de gases de efeito estufa

    Para saber meta climática, metade do tráfico totalidade deve ser de veículos de energias alternativas até 2050

  • Regulamentação do trabalho de motoristas de aplicativo gera polêmica

    No plenário, houve discussão sobre a proposta do governo e o vestimenta de ela não atender à categoria e dar muito poder às empresas

  • A crescente enxurrada de lixo espacial é um risco para a Terreno – e os governos são os responsáveis

    A quantidade de lixo espacial aumentará à medida que continuarmos a lançar objetos no espaço, mas há maneiras de reduzir os danos no solo

  • Novidade Indústria Brasil depende de governo, empresas e sociedade, dizem debatedores

    Nesta quarta-feira (17), foram debatidas propostas e os desafios a serem superados no setor industrial do país

O post Mudanças climáticas afetam saúde de 70% dos trabalhadores no mundo
apareceu primeiro em ESG Insights
.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios